Feeds:
Posts
Comentários

Participei do primeiro e unico Circuito Cosplay Livre. Até agora parece que é o único, já que o Circuito Tradicional e Livre se unificarão agora na etapa 2010… rs.

Algo que chamou a atenção ano passado.Uma das etapas do Circuito era no Anime Friends 2008. Quando fui o primeiro dia, não levei cosplay, pois estava atarefado com outras coisas. No final do dia me perguntaram: “você desistiu do Circuito?”. Não tinha entendido o porque, mas daí me disseram: “é porque você não trouxe cosplay hoje”.

Hoje em dia, algumas pessoas as vezes pensam que fazer cosplay diferente em todo evento faz de você um bom cosplay ou que terá mais chances em um campeonato. Errado. Eu sou a favor daquelas apresentações únicas, mas marcantes. Aquelas apresentações que muitas vezes vem do nada, mas são marcantes.

Comecei a fazer cosplay em 2006, mas sempre tenho a oportunidade de conversar com os cosplayers das antigas, que fazem cosplay a mais tempo que eu. Já me falaram várias vezes sobre como eram os eventos de antigamente, aonde não existiam tantos eventos num ano, mas eram poucos. Os cosplayers se esforçavam o ano inteiro, para chegar em um evento de um ou dois dias e reunir os grandes amigos e usar aquele cosplay que demoraram bastante para finalizar.

Claro que se você tem possibilidade de fazer vários cosplays num ano, faça. Se divirta. Mas nunca se esqueça que, em primeiro lugar, o cosplay tem que ser algo prazeroso, que você faz por gostar mesmo, sem se preocupar com a obrigação de “ah, preciso de um personagem para usar em determinado evento”. Vá em eventos e use cosplay por gosto, e não como se fosse uma obrigação. Você verá que a diversão será muito maior.

Vocês já ouviram falar de insight?

Insight são aquelas idéias que surgem, muitas vezes do nada. Como nas histórias da Disney, são aquelas idéias que surgem como uma lâmpada sobre a cabeça do personagem.

Este blog surgiu por causa de um insight num domingo a noite. Tinha acabado de sair do evento RPGCon, que ocorreu em São Paulo, substituindo o Encontro Internacional de RPG. Estava me lembrando dos cosplays maravilhosos que encontrei no evento, e principalmente do porque eles faziam cosplay.

Por competição? Para ganhar uma medalha – que depois de alguns meses a premiação começa a descolar? Não. Eles faziam cosplay por diversão. Faziam cosplay porque gostavam daquilo, achavam divertido. Foi daí que a minha ficha caiu.

Não que eu faça cosplay pensando apenas na glória e na fama. Quem pensa que cosplay vai trazer glória e fama para os outros, está enganado. Quando fiz meu primeiro cosplay, em outubro de 2006, fiz por causa da oportunidade de interpretar um personagem que eu gostasse… ou que até fosse o completo oposto daquilo que eu era (não, não vou fazer cosplays musculosos porque não sou musculoso… rs).

Sempre encarei o cosplay como diversão. Mas, infelizmente, muitas pessoas se esquecem que o costume and play significa “brincar de interpretar”. Alguns sites preferem valorizar a competição, deixando a parte divertida de toda esta brincadeira muitas vezes de lado. Não estou falando que tais sites estejam errados, afinal, o foco deles é divulgar os grandes concursos e competições. Mas, para cobrir a parte divertida deste hobby, resolvi fazer este blog.

Queremos, neste blog, falar um pouco sobre a diversão do cosplay. Queremos também resgatar o patrimônio cosplay das antigas, trazendo videos de como eram os concursos antigamente, para que o público que frequenta este blog possa ver como eram as coisas antigamente.

Espero, de coração, que vocês gostem deste blog. Sugestões e críticas são bem vindas.